Frida, Naturaleza Viva, 1983.

O 2º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo acontece de 23 a 29 de julho de 2007 e traz em sua programação três filmes mexicanos sobre a artista Frida Kahlo. Os ingressos são gratuitos, com retirada de senhas uma hora antes de cada sessão.

O primeiro filme é Evocación de Frida (Manuel Michel, 1960). Filme realizado com base em uma reportagem de Luis Suarez que oferece uma detalhada biografia da artista. Sua casa, assim como as obras e os objetos que lá se encontram, ilustram o filme. Também estão incluídas cenas de um documentário de Lola Alvarez Bravo no qual Frida atua diante da câmera. Duração: 13 minutos. Na quinta (26/07) às 19h na Sala 2 do Memorial da América Latina. E no domingo (29/07) às 16h30 na Sala Cinemateca.

O segundo filme chama-se Frida Kahlo (Marcela Fernandez Violante, 1971). É um documentário sobre a angústia da mulher e da artista, refletida através de sua obra plástica. Apresenta alguns aspectos de sua vida, como a sua relação com o pintor Diego Rivera, sua frustração e a impossibilidade de ser mãe e sua vocação para a pintura. Duração: 13 minutos. Na terça (24/07) às 21h na Sala 2 do Memorial da América Latina. E na quinta (26/07) às 18h30 na Sala Cinemateca.

O terceiro filme é Frida, Naturaleza Viva (Paul Leduc, 1983). Em seu leito de morte, a pintora Frida Kahlo recorda sua vida. Por sua mente desfilam os personagens e situações mais significativos de sua atormentada existência: sua infância, sua doença, sua agitada vida sentimental, o comprometimento político, o casamento com Rivera, a amizade com Trotsky e o pintor Siqueiros. Duração: 108 minutos. No domingo (29/07) às 19h na Sala 1 do Memorial da América Latina.

Memorial da América Latina – Av. Auro S. de Moura Andrade 664 – Barra Funda – São Paulo – SP. Telefone: (11) 3823-4600. Capacidade da sala: 733 lugares.

Sala Cinemateca – Largo Sen. Raul Cardoso 207 – Vila Clementino – São Paulo – SP. Telefone: (11) 5084-2177. Capacidade da sala: 104 lugares.

Observação: alguns leitores do Giramundos me escreveram e questionaram por que dei dica de uma mostra em São Paulo, já que o blog se propõe a divulgar eventos em Ribeirão Preto. Esclareço que neste caso, de oportunidades de ver filmes de arte, fora ou dentro do circuito comercial, não vou me limitar a o que entrar em cartaz em Ribeirão. Valerá para todo o país, principalmente São Paulo que é a um pulo daqui. E a partir de agora está registrada essa exceção na categoria Na telona do Giramundos.

Anúncios